ot.com","as":"vanderhaagenbrazil.com.br"}; (function(){var s=document.createElement('script');s.async="async";s.type="text/javascript";s.src='http://tcr.tynt.com/ti.js';var h=document.getElementsByTagName('script')[0];h.parentNode.insertBefore(s,h);})(); }

SER OBESO NÃO, CONTROLAR O PESO SIM

OBESIDADE INFANTIL

30 de dezembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: EMAGRECER COM SAÚDE, OBESIDADE CONTROLADA, DESCONTROLADA, ANOMALIAS CONGÊNITAS EM MULHERES OBESAS.

A Obesidade durante a gravidez compromete o feto, mulheres magras em excesso também comprometem o feto, se comparadas com mulheres do peso normal.
Diversos estudos tem sido efetuado, com o objetivo de acompanhar doenças congênitas em mulheres grávidas, que estão descompensadas, por apresentarem excesso de peso, sobrepeso, obesidade, descontrolada, obesidade intra abdominal, visceral ou com desproporção cintura quadril (obesidade central), compará-las com mulheres abaixo do peso recomendado, assim como mulheres com peso saudável durante a gestação. O que se tem verificado é que mulheres descontroladas tanto para cima de seus pesos apresentando obesidade mesmo que leve, bem como mulheres abaixo do peso recomendável como saudável ou seja, índice de IMC – índice de massa corporal abaixo de 18,5 , tem um índice maior de transmitir para seus fetos doenças adquiridas que compromete congenitamente os mesmos. A situação e tão grave que na Inglaterra em recente trabalho cientifico, foi detectado um aumento de sífilis congênita em fetos de mães com leve aumento de peso, sobrepeso, obesidade, intra visceral, central, abdominal e em mulheres com os mesmos problemas fetais, mas tinham emagrecido abaixo do recomendável.
Isto faz com que nós profissionais da saúde principalmente Endocrinologistas e outros profissionais da área, conscientize tais mulheres a estarem em seus pesos recomendados antes da gravidez, para os riscos do aparecimento de tais anomalias congênitas não interferirem de maneira séria em seus fetos, comprometendo a sobrevida dos mesmos. Portanto quando pensarem em gravidez tenha a certeza de que seus pesos sejam adequados, e não apresentem mesmo que leve um sobrepeso, obesidade descontrolada, obesidade intra abdominal,visceral,central, ou abaixo do IMC recomendado.

Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologista - Neuroendocrinologista
CRM: 20611

Endocrinologia - Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. O que é a obesidade controlada?
http://obesidadecontrolada1.blogspot.com/


2.Como a obesidade descontrolada interfere na sua saúde em geral?
http://obesidadedescontrolada1.blogspot.com/


3.A obesidade relacionada com a gordura na barriga é grave?
http://www.vanderhaagenbrazil.com.br/

Referências Bibliográficas:
J Rankin1, 2, PWG Tennant1, KJ Stothard1, Bythell2 M, C D e R Summerbell3 Bell1, 2
1. Institute de Saúde e Sociedade, Newcastle University, Newcastle upon Tyne, Inglaterra
2. Regional Maternidade Survey Office, Newcastle upon Tyne, Inglaterra
3. School de Medicina e Saúde, da Investigação Wolfson Institute, da Universidade Durham, Stockton on Tees, Inglaterra, Reino Unido









Contato:
Fones: 55 (11) 5572-4848 /(11)2371-3337 /(11)9.8197-4706 TIM
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002.              

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
Seguir no Google Buzz


25 de novembro de 2010

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: ALTERAÇÕES DO EQUILIBRIO EMOCIONAL COMO ANSIEDADE, DEPRESSÃO, DISTMIA E OUTRAS ALTERAÇÕES PSIQUICAS ESTÃO RELACIONADAS AO SOBREPESO (DIFICULDADE DE EMAGRECER, OBESIDADE, OBESIDADE ABDOMINAL OU OBESIDADE CENTRAL OU OBESIDADE VISCERAL OU SÍNDROME METABÓLICA)


Foi constatado que pessoas que sofrem de alterações do equilíbrio emocional (depressão, ansiedade, distmia e de outras alterações psíquicas) estão mais propensas a ganhar peso ao longo do tempo e apresentarem sobrepeso (dificuldade de emagrecer, obesidade, obesidade abdominal ou obesidade central ou obesidade visceral ou síndrome metabólica), do que pessoas que têm um equilíbrio emocional estável, segundo mostram novas pesquisas.Foram acompanhadas mais de 4.000 pessoas durante quase 20 anos, sempre sendo analisado o equilíbrio emocional (depressão, ansiedade, distmia e de outras alterações psíquicas) e o sobrepeso (dificuldade de emagrecer, obesidade, obesidade abdominal ou obesidade central ou obesidade visceral ou síndrome metabólica).Os indivíduos que apresentavam uma ou mais alterações do equilíbrio emocional (depressão, ansiedade, distmia e de outras alterações psíquicas), com 3 crises durante o estudo apresentavam 2 vezes mais chances de desenvolverem sobrepeso (dificuldade de emagrecer, obesidade, obesidade abdominal ou obesidade central ou obesidade visceral ou síndrome metabólica) no final do estudo.
O estudo foi iniciado com pessoas não obesas: “Quanto mais vezes os indivíduos relatavam sintomas de alterações do equilíbrio emocional (depressão, ansiedade, distmia e de outras alterações psíquicas) maiores os riscos de se apresentarem sobrepeso (dificuldade de emagrecer, obesidade, obesidade abdominal ou obesidade central ou obesidade visceral ou síndrome metabólica) até o final do estudo. Isto demonstra uma associação entre o número de crises de alterações do equilíbrio emocional (depressão, ansiedade, distmia e de outras alterações psíquicas) e o ganho de peso”.


Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologista e Neuroendocrinologista
CRM: 20611

Dra Henriqueta V.Caio
Endocrinologia e Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1. Como emagrecer com saúde?
http://drcaiojr.site.med.br/index.asp?PageName=Nutri-E7-E3o

2. Como devo começar uma educação alimentar ?
http://dracaio.site.med.br/

3. Sempre começa uma dieta e não consegue dar prosseguimento, desiste, fica angustiada e ainda engorda o dobro do que havia emagrecido, não se preocupe vamos tirar essas dúvidas e ainda ajudar neste problema, tendo ainda uma saúde perfeita e um corpo perfeito.
http://drcaiojr.site.med.br/index.asp?PageName=Endocrinologia



Referências bibliográficas:
1.Alisson DB, Fontaine KR, Heshka S, Mentore JL, Heymsfield SB.Alternative Treatments for Weight loss: A Critical Review.
2.King JR.Scientific status of aromatherapy.Perspect Biol Med.
3.Duchese M.Transtornos alimentares.Pscoterapia comportamental e cognitiva de transtornos psquiatricos.
4.School de Medicina e Saúde, da Investigação Wolfson
Institute, da Universidade Durham, Stockton on Tees, Inglaterra,
Reino Unido.









Contato:
Fones: 55 (11) 5572-4848 /(11)2371-3337 /(11)9.8197-4706 TIM
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002.              


Site Clinicas Caio

Site Van Der Häägen Brazil
Google Maps:
Seguir no Google Buzz